O Centro de Excelência (CoE) 103-2 | 103-3

Os Centros de Soluções Compartilhadas (CSC), de Soluções Imobiliárias (CSI) e de Competência em Tecnologia da Informação (CCTI) formam o CoE, que nasceu em um ambiente desafiador, com vocação para inovar, provocar e pensar diferente. Além de construir soluções originais e efetivas, desenvolve soluções integradas às demandas comuns das empresas investidas, sempre considerando as necessidades de cada uma delas. Também presta serviços a algumas empresas fora do portfólio da Votorantim. 102-6

O CoE mantém unidades em São Paulo e Curitiba, no Brasil, e em Lima, no Peru – estrutura que abriga 787 empregados, com o objetivo de gerar valor por meio da busca incessante por excelência operacional, intimidade com o cliente e inovação.

Para se manter atualizado e apto para um modelo em que inovação passou a ser um componente fundamental, o CoE realizou um diagnóstico cultural que envolveu todos os empregados. Após isso, foi definida uma cultura-alvo que almeja e apoia o crescimento esperado, com um foco em como transformar os aprendizados em inovação, sem perder a essência em atingir resultados por meio das pessoas. Assim, o CoE tem um ambiente saudável e amistoso em que as relações são valorizadas, o aprendizado e a abertura são estimulados intensamente, com ainda mais capacidade de inovar.

 

Pessoas

Para fomentar o ideal de inovação, várias práticas de gestão de pessoas foram aperfeiçoadas em 2019, como o FlexOffice, para trabalho remoto, a adequação de um dress code leve e descontraído, bem como a instituição de turnos de trabalho alternativos para atender a novas demandas de clientes e profissionais.

Outra novidade foi o In.Pulse. Criado sob medida por um time multidisciplinar, estimula o protagonismo, de forma que cada integrante assuma a responsabilidade pela sua própria jornada de desenvolvimento pessoal, aliado aos objetivos do CoE.

Outra iniciativa inovadora foi a ferramenta Hi!. Criada por meio de hackaton interno, uma maratona de programação que durou 48 horas de trabalho ininterruptas. Trata-se de uma solução on-line de feedback tempestivo para troca de feedback entre todos os empregados de maneira sigilosa e sem barreiras hierárquicas, fortalecendo a cultura de abertura e aprendizado. Em menos de dois meses após sua implementação, a solução possibilitou a troca de cerca de 5 mil feedbacks, configurando-se, portanto, como um meio relevante de engajamento. O programa de mentoring avançou na formação de novos mentores com o objetivo de impulsionar o desenvolvimento e ampliar o conhecimento por meio de experiências de colaboração e construção mútua. Um passo relevante na preparação de novos líderes e no desenvolvimento da atual liderança, que atualmente, em sua grande maioria são desenvolvidos internamente. O Líder Mais, programa voltado para a liderança, está em seu terceiro ciclo, e tem como objetivo desenvolver líderes protagonistas, além de mantê-los alinhados aos negócios e à estratégia do CoE de forma que se engajem as equipes.

Os temas de diversidade e inclusão tiveram destaque, partindo do entendimento de que a obtenção de bons resultados é ampliada quando se está aberto a diferentes pontos de vista e experiências. Assim, além da ampliação de repertório sobre o tema por meio de discussões com especialistas e treinamento formal para a liderança, foi instituído um Comitê de Diversidade, que tem como missão gerir as ações do tema, incluindo benchmarkings com empresas reconhecidas nas ações de diversidade e realização de um censo para identificação do cenário do CoE, gerando insights e indicadores importantes para formular um plano de ação efetivo para estimular essas questões.

No âmbito dos programas de atração de talentos, os destaques foram a contratação de 50 novos estagiários no Brasil e a formação da primeira turma do Programa de Estágio em Lima, no Peru, com 13 integrantes, promovendo uma trilha robusta de desenvolvimento técnico e comportamental, além de avaliação periódica. Já o Jovens Talentos, dedicado à captação de profissionais recém-formados, resultou na formação de duas turmas – até então, era apenas uma por ano – em virtude do aumento da demanda de projetos e inovação. Houve ainda o programa Melhor Idade, Melhor Emprego, voltado para pessoas acima de 55 anos ou que estão aposentadas, com 23 participantes.

Com o objetivo de subsidiar atração e captação proativa, plano de sucessão, direcionar investimento em desenvolvimento e estimular mudanças no processo de gestão, houve o desenvolvimento do Flight Risk, ferramenta de people analitycs que tem como objetivo prever a possibilidade de pedidos de demissão dos empregados com acerto categórico de 94%.

Adicionalmente aos benefícios no capítulo Pessoas, o CoE oferece ainda reembolso de material escolar, reembolso-farmácia e auxílio-creche para homens e mulheres.

Criado no CoE em 2016, a ação de voluntariado Vamos Falar de Ética promove manhãs de conversa entre os profissionais e jovens do Ensino Médio sobre conduta ética – uma forma de fortalecer o incentivo à cidadania promovido pela Votorantim. Em 2019, foram realizadas 14 edições, que contaram com a participação de 40 voluntários e impactaram cerca de 440 estudantes.

 

Inovação 102-15

Transformação que cria valor, esse é o propósito de inovar no CoE. Com aplicação prática de novos padrões e tecnologias e soluções nas áreas de Finanças, Contabilidade, Recursos Humanos, Tecnologia da Informação e Gestão Imobiliária, o CoE segue materializando novas formas de operação, intensificando o desenvolvendo de novos produtos e fortalecendo sua atuação no ecossistema de inovação.

Nada disso seria efetivo sem processos e parcerias que, continuamente, fortaleçam a governança e a performance da inovação. O BOX UP é o canal oficial do CoE para aceleração de iniciativas inovadoras cadastradas pelos próprios empregados. O processo é uma forma eficiente de identificar oportunidades de negócio e viabilidade de investimento.

Cocriar é o estilo de inovar CoE. Por isso, utilizar bem o conceito de open innovation e desenvolver o ecossistema empreendedor forte e conectado à estratégia continuará sendo uma prioridade para o próximo ciclo. Hoje, startups, universidades e aceleradoras fazem parte da força criativa e materializadora de ideias que serão multiplicadas em 2020.

Importantes conquistas fundamentaram a rota digital que vem sendo trilhada nos últimos anos. A busca contínua por uma operação cada vez mais autômata e inteligente teve foco, no período, a digitalização de serviços como gestão de benefícios em Recursos Humanos; cadastramento e background check de terceiros na Central de Cadastros; e as rotinas de cobrança onde robôs, algoritmos de aprendizado de máquinas, elevaram o nível de serviços e ampliação de escopo na cadeia de processos dos clientes. Com soluções da Data Analytics, o CoE ampliou a capacidade decisória das empresas do portfólio em diferentes processos. Exemplo disso está na produção de alumínio, para a qual algoritmos preveem falhas de equipamentos e maximizam a produtividade das salas fornos. Na área comercial de cimentos, desenvolveu modelos que automatizam a análise de contextos de mercado por região e orientam a precificação de produtos. Também, por meio de algoritmos e enriquecimento de dados, potencializou as vendas da Central de Relacionamento com Clientes (CRC), com solução que orienta as ações da equipe em fatores-chave como melhor abordagem, horário e periodicidade do contato com diferentes públicos.

Outra importante contribuição para geração de valor às empresas investidas foram as consultorias digitais, nas quais a análise de desafios estratégicos e táticos do negócio é traduzida em um planejamento digital de curto e médio prazos que racionaliza os investimentos e a forma de adoção de novos padrões para que a transformação dos modelos operacionais ocorra alinhada aos reais objetivos da empresa. Em 2019, a CBA em toda a cadeia de valor, e a Nexa, com foco na otimização da controladoria, fizeram uso intensivo desse núcleo de conhecimento.

 

Produtos desenvolvidos

Fazer uso do amplo conhecimento de negócios e da capacidade tecnológica instalada para idealizar e construir novas soluções com aderência a diferentes segmentos do mercado é a aptidão na qual o CoE vem se especializando.

No momento, alguns produtos em diferentes etapas de criação geram boas expectativas e demonstram potencial para diferenciação de negócios como os produtos especializados em gestão de pessoas, como o aplicativo Hi! e o Flight Risk, já citados. Os dois produtos foram testados internamente e estão em fase de avaliação para venda a novos clientes.

 

Prevenção de perdas

A solução atua para auxiliar a alta administração na prevenção de perdas e no aprimoramento do ambiente de controles por meio do fortalecimento de seus programas de compliance. Por meio do uso intensivo de tecnologia, monitora em tempo real as operações empresariais e impede que transações indesejadas aconteçam. O monitoramento é realizado por meio de algoritmos que aplicam as regras de negócio e parâmetros para identificação automática de cenários de perdas. Esse produto é um destaque em relação à geração de valor: só no primeiro semestre do ano, 5,4 bilhões de transações foram monitoradas, sendo que 1,7 bilhão delas geraram alertas que, contemporizados, evitaram perdas de aproximadamente R$ 109 milhões.

 

Avaliei

Startup de tecnologia cujo objetivo é transformar, por meio da inteligência de dados e da economia criativa, o mercado de avaliação imobiliária. O produto confere agilidade e confiabilidade na elaboração de laudos de avaliação de imóveis, agregando valor para parceiros e clientes.

 

Imageo

Com o objetivo de desenvolver soluções para geração de informações que vão além dos processos de regularização imobiliária e utilizando-se da inteligência cartográfica hoje presente nos processos, o CoE ampliou o portfólio de serviços desenvolvendo algoritmos para o uso inteligente de imagens capturadas por drones e outras fontes de alta resolução, como satélites e laser scanners. A metodologia confere mais agilidade e segurança, fornecimento de produtos agregados e menor custo se comparada ao processo de topografia convencional, possibilitando a realização de análises para diversos fins.

 

BI de Saúde

A plataforma atua de forma inovadora, oferecendo uma solução completa e personalizada. Por meio do cruzamento de dados, a ferramenta facilita o acesso a informações para diferentes públicos: a equipe de Recursos Humanos, por exemplo, pode consultar em um só lugar as informações para gestão efetiva de seus beneficiários, realizando a análise e o monitoramento do plano de saúde, e avaliar impactos de divergências cadastrais. Já a equipe médica tem acesso exclusivo a informações para o melhor acompanhamento da saúde dos usuários.

 

Inteligência de cadastro e Comprador Digital

A solução, baseada em inteligência artificial, realiza de forma autômata as avaliações de propostas comerciais, conduz rodadas de negociação com fornecedores e, por fim, toma a melhor decisão de compras de materiais (compras spot) considerando as políticas e a estratégia de suprimentos da empresa. Esse grupo de soluções traz como benefícios evitar o crescimento desnecessário das bases de dados e racionalizar a utilização de estoques de materiais.